Como diminuir a despesa elétrica

Conselhos para a poupança elétrica

Quanta menos energia utilizemos, menos dinheiro gastaremos. Para conseguí-lo, aconselhamos-vos seguir alguns conselhos que vos permitirão reduzir o consumo de energia e assim vossos bolsos também lo agradecerão. ¡Vamos lá!

Melhorar as equipas

  • Se o calentador e a calefacção são centrais, é recomendável instalar contadores individuais para que a cada vizinho pague pelo que consome.
  • Substituir as bombillas pela tecnologia LED, com uma vida útil bem mais alta, reduz consideravelmente o consumo elétrico.
  • Se dispomos de termostatos em diferentes zonas da casa, poderemos regular a temperatura de nossa casa por espaços. Assim, não precisamos a ter acendida ou à mesma temperatura em todas as habitações. Ademais, se estes são programables, poderemos eleger temperaturas em função da hora e do dia que seja. Assim, por exemplo, evitaremos no-la deixar acendida ao sair de casa ou pela noite.
  • Eficiência em nossas equipas de referigeração e calefacção. As bombas de calor de classe A ou superior, em lugar dos radiadores elétricos, e as calderas de condensación são os aparelhos a eleger.

Isolar a casa

  • ahorro-energetico-lualuzCom tal de evitar que o frio e o calor se cuelen em nossa casa, podemos isolar as caixas das persianas e sellarlas com corcho ou espuma autoadhesiva.
  • O mesmo podemos fazer com janelas e portas ou por qualquer rendija onde possam colarse o frio e o calor.
  • Investir num bom isolamento para nossa casa, reforçando paredes e renovando portas e janelas, a despesa será amortizada à longa assim que nosso consumo energético diminua.

Cuidando nossos hábitos

  • Em verão, é aconselhável ventilar a primeira hora da manhã ou pela noite para aproveitar o ar mais fresco. Ademais, os toldos e as cortinas ajudarão a frear o calor.
  • Em inverno, ventilaremos como máximo durante dez minutos e aproveitando as horas de maior temperatura.
  • Devemos concienciarnos da importância de exercer um consumo moderado tanto do ar acondicionado como da calefacção. Em verão, a temperatura ideal situa-se entre 24 e 26 graus e em inverno, entre 19 e 22. A variação da temperatura pode chegar a supor um aumento de 7% no consumo.